Os bons ventos da primavera trouxeram o kitanda Brasil para Tiradentes/MG

Ventou forte no Sul de Minas e esse vento me trouxe para Tiradentes, com minha bagagem, minha mochila que agora só carrega o que é meu, e com o meu maior tesouro que é o Kitanda Brasil. Continua ventando e esse vento, além dos perfumes da primavera vai trazer amigos. Esses planos, de ir para outro lugar, já existiam há algum tempo e quando vim para o "festival de gastronomia" no início de mês, o universo conspirou ao meu favor. Dizem que temos que ter cuidados com o que pedimos.....e foi isso......meus pedidos foram atendidos. Apareceu uma casa incrível, por aqui, com um "terreiro" (quintal) que é a marca do kitanda Brasil, uma cozinha com fogão à lenha, que eu não tinha em Gonçalves, ingredientes crescendo por vontade própria e não sendo valorizados, como cará moela ou cará de ar, que dá nos muros das casas aqui por essas "bandas", couve, jiló, taioba, ora-pro-nobis, queijos feitos com pingo, galinhas soltas nos quintais e que ainda podem ser preparadas ao molho pardo, em uma cultura que ainda valoriza o saber tradicional, sem que achem que vamos contaminar todos com seu sangue.........enfim.....vejo novos horizontes para o meu trabalho de pesquisa e aplicação desses resultados. Não dá pra ter somente conclusões acadêmicas. Cozinha sem fogo, sem sangue, sem vida, é uma cozinha sem alma e esse realmente não é o trabalho que tenho tentado conservar e resgatar por todos esses anos. Digo que virei cozinheira por conta das geleias. Comecei a fazer geleias para gastronomia e não sabia segurar uma faca. As idéias existiam, as combinações também, a alquimia e misturas cresciam no jardim fecundo da mente e eu precisava ter técnica para aplicar o que eu pensava. Não dava pra fazer um vinagrete usando geleias, sem saber que vinagrete não era tomate picado com cebola e servido no churrasco. Então fui para a escola, aprender a técnica e aí "nasci" cozinheira. Troquei de serra. A mantiqueira pela "Serra de São José" e agora estou no "Campo das Vertentes", onde além das águas verte a felicidade. Por aqui vou poder realizar algumas ações que não tive condições de fazer por lá, o Kitanda Brasil vai ter a mesma proposta de menu degustação, onde fazemos uma viagem pelo sudeste. Sempre digo que o mineiro não nega que é filho do estado. Abrimos nossas portas para os estados vizinhos e com muito amor recebemos seus ingredientes. A galinhada do triângulo mineiro não é como a do sul de minas, a do triângulo leva pequi, que temos em abundâcia em Goias, na cozinha do norte de minas temos a peixada, que leva coentro, da vizinha Bahia, mas não leva dendê, respeitando o Espírito Santo. Essa é Minas Gerais e esse é o kitanda Brasil, restaurante. Tudo servido em marmitas, pratos de ágata, panelas de pedra sabão...... Aí entram as geleias......quase 300 sabores com a marca Kitanda Brasil....nesses anos todos são quase 4000 sabores desenvolvidos e tem muito mais por aí.....agora elas viram molhos para saladas, adoçam caipirinhas, recheiam carnes, acompanham bolinhos, biscoitos e torresmos, no restaurante.....enfim, cumprem o seu destino. Aqui, junto com o restaurante temos a "vendinha", onde comercializamos os produtos feitos na nossa cozinha artesanal e também de pequenos produtores, que usamos no restaurante, como os molhos de tomates e pimentas orgânicas do sítio jatobá. É mesmo uma nova vida, uma nova luz...... Uma casa aberta para receber amigos, como se recebe na casa das avós, na casa das mães, na casa dos amigos.....uma casa aquecida não só pela lenha do fogão mas pelo calor dos corações. Espero vocês por aqui....... kitanda Brasil tanearomao@kitandabrasil.com.br Rua Padroeiro Santo Antonio, 240 Bairro Cascalho Tiradentes / MG f: 32-9156.5624 horarios de funcionamento do restaurate sextas, sábados e domingose feriados, das 12:30 às 17:00h outros dias e horários, com reservas pelo telefone ou e-mail horários de funcionamento da "vendinha gourmet" todos os dias das 9:00 às 17:00h

5 comentários:

  1. Perfeito! Boa sorte em seu novo quintal! bjs Luciana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada....esse lugar é mágico e por aqui a chaleira estará sempre no fogo, com a água esperando amigos para um café.

      Excluir
  2. UAU!!!!! Ainda bem que eu dei um jeitinho de aparecer então aos 44 do segundo tempo hein? Logo vou sentir saudade das suas panelinhas e apareço aí no Cascalho também. Um beijo boa sorte!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqui tá muito melhor e vou adorar receber vocês.

      Super beijo e obrigada

      Excluir
  3. Tanea!
    Muito sucesso pro seu novo ponto de sabor...
    Visitamos você no feriado, levamos uma marmitinha embora e aquela costelinha estava divina, de comer de joelhos!
    Parabéns pelo seu talento!!
    Dá uma olhada no meu blog (recente blog) e veja o quadro que pintei baseado no seu café de coador de pano.

    www.jessicabicesto.blogspot.com.br

    Beijos
    Jessica e Reynaldo.

    ResponderExcluir